0

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Itabira comemora, nesta quinta-feira (20), 66 anos de existência. Criada após assinatura da Lei Municipal 151, de 20 de maio de 1955, pelo então prefeito Virgilino Quintão, a autarquia é responsável pelos sistemas de abastecimento de água, coleta e tratamento do esgoto sanitário em Itabira e distritos. Atualmente, a equipe formada por 226 servidores é conduzida pela diretora-presidente, economista Karina Rocha Lobo, primeira mulher a assumir este cargo na história do Saae.

O QUE VAI ACONTECER

Prefeito Marco Antônio Lage apresentou há pouco tempo a nova diretora-presidente do Saae economista Karina Rocha Lobo

Prefeito Marco Antônio Lage apresentou há pouco tempo a nova diretora-presidente do Saae economista Karina Rocha Lobo

Para marcar a data, algumas ações serão desenvolvidas, como a marca comemorativa, elaboração de vídeo institucional e a live especial do prefeito Marco Antônio Lage no dia 20 de maio, às 19 horas, com transmissão pelas redes sociais. “O Saae é uma das empresas mais desafiadoras, porque presta serviços essenciais que impactam diretamente na qualidade de vida dos mais de 120 mil itabiranos. Nos próximos quatro anos, vamos focar na melhoria contínua dos serviços que prestamos. Também vamos fortalecer a gestão por meio do cumprimento de metas que serão estabelecidas nos próximos meses”, comentou Karina Lobo.

DESAFIOS SEMPRE CRESCENTES

Disponibilizar água de qualidade aos itabiranos é um dos desafios enfrentados pela autarquia. Segundo a diretora-presidente, a equipe trabalha para reverter a possibilidade do desabastecimento decorrente da falta de planejamento, manutenção e investimento neste serviço ao longo dos anos. O clima também contribui pontualmente para o agravamento do problema.

Grande desafio: deixaram o manancial Pureza, maior de Itabira, secar, o resultado mais funesto até agora

Grande desafio: deixaram o manancial Pureza, maior de Itabira, secar, o resultado mais funesto até agora

“Montamos um grupo de trabalho que está dedicado a este tema, buscando soluções e realizando monitoramento contínuo. Apesar de os motivos para a falta de água serem muitos, lidamos com um aumento crescente do consumo de água e dos índices de perdas nos ambientes públicos e privados”, explicou.

Ela destaca a importância da cooperação dos itabiranos quanto ao uso racional e consciente da água, evitando os conhecidos “gatos”. “Utilizamos em nosso dia a dia uma quantidade maior do que realmente necessitamos, sem considerar o desperdício. Trabalharemos estes pontos por meio das campanhas de conscientização. Este é um desafio da própria autarquia e também de toda a população”, afirmou.

EM TEMPO

Notícia Seca tem um extenso histórico para mostrar e isto será uma das metas a serem  focalizadas em tempo hábil e com muita paciência porque esta caminhada é longa. É uma grande jornada que teve como principal comandante o entusiasta e revolucionário Silvio Borges.

Ainda a Pureza e uma pergunta que nunca poderá calar: por que não encontraram solução para este problema de seca além do normal

Ainda a Pureza e uma pergunta que nunca poderá calar: por que não encontraram solução para este problema de seca além do normal

Aguardem como foram registrados os fatos, até  tentativa de provocar a sua falência, manobras muito recentes. O maior mistério do diz-e-contradiz se refere ao seguinte e que merece uma resposta: é verdade que há cerca de seis anos a autarquia tem engavetados mais de 3 mil pedidos de ligação de água para pequenos empreendimentos e residências negados? É a pergunta que ainda não teve resposta e que é perseguida pelos preocupados e curiosos defensores do futuro.

Em contraposição, registramos na história do Saae seus melhores momentos, principalmente quando chamou a atenção do mundo o Projeto Mãe D’Água, conhecido e apreciado pela ex-primeira-dama da França, Daniella Miterrand, que concedeu longa entrevista à nossa reportagem.

Projeto Mãe D’Água: entrada em ação da área de produção de mudas, depois de trabalho do Instituto Espinhaço, a solução ainda

Projeto Mãe D’Água: entrada em ação da área de produção de mudas, depois de trabalho do Instituto Espinhaço, a solução ainda

Mãe D’Água faturou os maiores troféus até então instituídos no Brasil e mostrou o caminho da solução dos problemas, abandonados depois do ano 2012.

Por: Coord. Comunicação Social PMI/Notícia Seca

Fotos Arquivo

FEIRA LIVRE DE ITABIRA VOLTA A FUNCIONAR

Matéria Anterior

NEGÓCIO EM EXPANSÃO: DROGARIA ARAÚJO DE OLHO EM ITABIRA E JOÃO MONLEVADE

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Especial