0

Um incêndio de grandes proporções, que aconteceu em uma edificação projetada para ser uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no Bairro Fênix, destruiu a construção no último domingo (23/05). O prefeito Marco Antônio Lage fez uma visita ao local na manhã desta segunda-feira (24/05) para ver de perto os danos causados em toda estrutura.

PEDIDO DE INVESTIGAÇÃO

Indignado com a situação de abandono e com o desperdício de dinheiro público, o chefe do Executivo itabirano afirmou que Itabira merece e precisa ter uma UPA para completar o complexo de saúde pública que conecta os atendimentos dos Programas de Saúde da Família (PSFs) e os hospitais Carlos Chagas e Nossa Senhora das Dores. “Vamos ter uma UPA em Itabira. Vamos trabalhar para que isso aconteça. Este é o meu compromisso. Peço que o Ministério Público, a Corregedoria, a Polícia Federal, todas as instituições envolvidas, investiguem este caso. Precisamos entender a causa do incêndio, mas precisamos também saber o que aconteceu com esta obra do início ao fim e encontrar os verdadeiros culpados, para que o dinheiro volte aos cofres públicos”, afirmou o prefeito.

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

HISTÓRICO DA OBRA

A edificação foi construída entre 2014 e 2015, com recursos do Governo Federal, ao custo de R$ 4,1 milhões. De acordo com Marco Antônio Lage, quando assumiu o governo, uma equipe realizou uma pesquisa para ver se poderiam terminar a obra e fazer com que no local pudesse funcionar uma Unidade de Pronto Atendimento. Segundo ele, foram detectados vários problemas que inviabilizaram o funcionamento da unidade de saúde. A prefeitura estava realizando estudos para encontrar uma nova utilização para o prédio.

“Uma obra aprovada, uma vergonha o que aconteceu aqui. Itabira não merece assistir a este tipo de desastre. Uma obra parada desde 2015, que não foi entregue. Seria uma UPA, de que a cidade precisa tanto. Isto é motivo de indignação minha, dos secretários e de toda a população, não podemos aceitar”, disse o prefeito em tom de desabafo.

Acompanharam o prefeito na visita técnica ao local do incêndio o assessor de Gestão, Programas e Metas, Gabriel Quintão, e a secretária de Saúde, Luciana Sampaio. A equipe também visitou as instalações do Programa Saúde da Família (PSF) do João XXIII/Machado, que fica bem próximo ao local do incêndio.

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

REGIÃO SEM PSF POR TRÊS DIAS

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

Dia seguinte: prefeito Marco Antônio Lage visitou, ao lado de assessores – secretários de Gestão e Saúde – e prometeu investigações e construção de nova UPA.

As instalações do PSF não sofreram grandes danos, algumas vidraças foram quebradas e na parte dos fundos algumas paredes foram atingidas pelo fogo, sem maiores estragos. O prédio irá passar por pintura, limpeza e troca dos vidros atingidos.

O funcionamento tanto do PSF quanto da Farmácia de Minas estão suspensos temporariamente. As unidades devem voltar à atividade dentro de dois a três dias, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde.

Por: Coord. Comun. Social PMI

Fotos: Coord. Comun. Social PMI

NOTA DA REDAÇÃO

No fim desta segunda-feira (24/05), a Redação de N.S. recebeu um telefonema que se resume no seguinte: o fogo que atingiu a UPA partiu de alguém que teria tentado queimar mato que estava localizado ao lado e nos fundos do prédio abandonado pela Prefeitura desde 2015. A redação recebeu, também, vários comentários, inclusive de entidades que afirmam terem protocolado na Prefeitura pedido de reaproveitamento do prédio da UPA.

Pelo visto, o prefeito de Itabira, além dos problemas comuns e do desafio do futuro, tem pela frente muita coisa para consertar: desperdício de dinheiro. N.S. vai fazer um relatório sobre os milhões de reais que foram e estão vazando por um ralo muito largo.

O QUE É ESPECIAL SER MULHER

Matéria Anterior

MAIS UMA COLUNISTA PARA O SITE: DE CAETÉ PARA O MUNDO

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Saúde