0

Dr. Colombo Portocarrero de Alvarenga produziu hinos, marchinhas e sambas-enredo para escolas de samba de Itabira.

Vamos descobrindo, aos poucos, as suas composições que ele classifica como simples e que, na verdade, externam a existência de um ser humano de virtudes: médico, poeta, esportista, de sentimentos elevados e sempre sorridente, feliz e de bem com a vida.

Ele serve também como inspiração aos que se sentem tristes. Consegue, com poucas palavras, mudar a vida das pessoas depressivas. Na verdade, quem conversa com ele renova sua autoestima.

Vejam, a seguir, uma página escrita com o título “Pagode” que durou muitos anos, sempre cantadas pela turma e por seus admiradores.

Antes de ler a letra de mais uma música dele, não se esqueça de que em 17 de junho, quinta-feira próxima, será a data central de seu centenário, muito comemorado por seus parentes e pela legião de amigos que tem.

 

PAGODE

Música: Maria Helena Gomes Nascimento
Letra: Colombo Portocarrero de Alvarenga

É um pagode, é um pagode
O vôlei das coroas é um pagode.
A rede abaixa, a rede sobe,
ninguém se entende,
como é que pode.

 Juntaram velhas, bem corocas
com outras novas, até cocotas.
Para maior complicação
têm lá dois bodes
já sem função.

Costela quebra, estala osso,
torce a coluna e o pescoço.
Jogo não para, não para não.
Leva pra fora, vem outra então.
Muita fuzarca, muita folia.
Só dá Pinel, é terapia.

 

Notícia Seca

Foto: Dr. Edson Lima

HÁ DEZ ANOS AS COROAS DO VOLEIBOL HOMENGEAVAM DR. COLOMBO

Matéria Anterior

ITABIRA NA ONDA VERDE COM MEDIDAS DA AMARELA

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Editorial