3

O diretor da Escola de Medicina da Universidade George Washington argumenta que o cérebro de uma pessoa idosa é muito mais plástico do que se acredita. Nessa idade, a interação dos hemisférios direito e esquerdo do cérebro torna-se harmoniosa, o que expande nossas possibilidades criativas. É por isso que entre pessoas com mais de 60 anos você pode encontrar muitas personalidades que acabaram de começar suas atividades criativas.

Claro, o cérebro não é mais tão rápido quanto na juventude. No entanto, ganha em flexibilidade. É por isso que, com a idade, é mais provável que façamos as escolhas certas e estamos menos expostos a emoções negativas. O pico da atividade intelectual humana ocorre por volta dos 70 anos, quando o cérebro começa a funcionar com força total.

Com o tempo, a quantidade de mielina no cérebro aumenta, uma substância que facilita a rápida passagem de sinais entre os neurônios. Por causa disso, todas as habilidades intelectuais são aumentadas em 300% em comparação com a média.E o pico de produção ativa dessa substância cai entre 60 e 80 anos de idade. Também interessante é o fato de que depois de 60 anos, uma pessoa pode usar 2 hemisférios ao mesmo tempo. Isso permite resolver problemas muito mais complexos.

O professor Monchi Uri, da Universidade de Montreal, acredita que o cérebro de uma pessoa idosa escolhe o caminho que consome menos energia, corta o desnecessário e deixa apenas as opções certas para resolver o problema. Foi realizado um estudo no qual participaram diferentes faixas etárias. Os jovens ficaram muito confusos ao passar nos testes, enquanto aqueles com mais de 60 anos tomaram as decisões certas.

Agora vamos olhar para todas as características de um cérebro humano com a idade de 60 a 80 anos. Eles são realmente rosa incrível.

CARACTERÍSTICAS DO CÉREBRO DE UM IDOSO

1.- Os neurônios do cérebro não morrem, como todos ao seu redor dizem. As conexões entre elas simplesmente desaparecem se uma pessoa não está envolvida em trabalho mental.

2.- Distração e esquecimento aparecem devido a uma abundância excessiva de informações. Portanto, você não precisa concentrar toda a sua vida em ninharias desnecessárias.

3.- A partir dos 60 anos, uma pessoa, ao tomar decisões, não usa um hemisfério ao mesmo tempo, como os jovens, mas ambos os hemisférios.

4.- Conclusão: Se uma pessoa leva um estilo de vida saudável, se move, tem uma atividade física viável e tem atividade mental plena, as habilidades intelectuais NÃO diminuem com a idade, apenas crescem, atingindo um pico na idade de 80-90 anos.

Então não tenha medo da velhice. Esforce-se para se desenvolver intelectualmente. Aprenda novos artesanatos, faça música, aprenda a tocar instrumentos musicais, pinte quadros! Dançar! Se interesse pela vida, conheça e se comunique com os amigos, faça planos para o futuro, viaje o melhor que puder. Não se esqueça de ir a lojas, cafés, shows. Não se tranque sozinho, é destrutivo para ninguém. Viva com o pensamento: todas as coisas boas ainda estão à minha frente!

Um grande estudo nos Estados Unidos mostrou formalmente que:

1.- A primeira fase humana mais produtiva de uma pessoa é de 60 a 70 anos de vida.

2.- A 2ª fase humana mais produtiva de uma pessoa é a idade de 70 a 80 anos de sua vida.

3.- A 3ª fase humana mais produtiva de uma pessoa é a idade de 50 a 60 anos de sua vida.

4.- Antes disso, a pessoa ainda não atingiu seu ponto máximo de maturidade.

5.- A idade média das pessoas que chegaram aos prêmios Nobel é de 62 anos.

6.- A média de idade dos presidentes das 100 maiores empresas do mundo é de 63 anos.

7.- A idade média dos pastores nas 100 maiores igrejas dos Estados Unidos é de 71 anos de suas vidas.

8.- A idade média dos pais é de 76 anos de vida.

9.- Isso confirma que os melhores e mais produtivos anos de uma pessoa estão entre 60 e 80 anos de vida.

10.- Este excelente estudo foi publicado por uma equipe de médicos e psicólogos no New England Journal  of Medicine.

11.- Eles descobriram que aos 60 anos você atinge o auge do seu potencial emocional e mental, e isso continua até os 80 anos de sua vida.

12.- Portanto, se você tem 60, 70 ou 80 anos, você está no melhor nível de sua vida.

Fonte: Reprodução do New Englad Journal of Medicine – Transcrito do Espanhol para Português.

Vanêssa Lúcia de Moura Sieber
Dra. Vanêssa Lúcia de Moura Sieber, brasileira, nascida em Guanhães (MG), é médica, formada na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Especialização em Pediatria no Hospital Miguel Couto (RJ), doutorado em Geriatria, na Alemanha, aposentada, depois de trabalhar na Suíça. Divide hoje seu tempo entre a capital austríaca, Viena, e o Brasil.

    UM NOVO OLHAR SOBRE A DEPENDÊNCIA QUÍMICA (I)

    Matéria Anterior

    ATENÇÃO CINQUENTENÁRIOS: É HORA DE VACINAR

    Matéria Seguinte
    3.7 3 votes
    Article Rating
    Subscribe
    Notify of
    guest
    3 Comentários
    Oldest
    Newest Most Voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Mary Sana
    Mary Sana
    28 days ago

    Que matéria pertinente, sensacional!
    Quebra velhos paradigmas, que rotulam sem o menor embasamento científico a cognição das pessoas após os 60 anos.
    Nos mostra também a falta de percepção, de sensibilidade, por parte de alguns, aqueles que duvidam das experiências produtivas de pessoas cuja idade não os impede o crescimento intelectual e as atividades que escolham fazer.
    Finalmente os próprios personagens que ao envelhecer deixaram de acreditar em suas capacidades e em algum momento confiaram em conceitos perversos sobre a possibilidade de expansão, ganham através dessa leitura, o vislumbre de construir vida produtiva e saudável, usufruindo da experiência e inteligência, que o avançar da idade oferece.
    Parabéns ao site pela excelente prestação de serviço!

    NS
    NS
    23 days ago
    Reply to  Mary Sana

    Grato.

    Eliana
    Eliana
    14 days ago

    Por favor, poderia explicar o item 8. do texto? Estaria faltando uma palavra?

    Você também pode gostar

    Mais em Colunas