0

Divisão

Oficialmente, a divisão de grupos em conjuntos de pessoas na vida se deu
por sugestão mais que centenária de Karl Marx. Foi ele quem inventou a
briga funesta entre Capital e Trabalho. Daí para a frente, o mundo virou
uma zorra total e gente dita inteligente acha que vai levar vantagem. O foco
é o Socialismo, que tem a pretensão de avançar mais e virar Comunismo.
Não há no mundo modelo algum dos dois elementos que deu certo. E o
cara que quer viver como animal propenso a racional, insiste e diz: “Quero
ser miserável e que meus filhos sejam também!”
Hipocrisia

Em reunião realizada no CCCH (Centro Cultural Corujiciado Hipocritus),
sob o comando da prefeita de Corujolândia, Maria Corja de Silvestone, foi
eleita a melhor e mais inteligente personagem do ano, a senhora dona
Hipocrisia Inácia. Nos espaços políticos, policiais, sociais, econômicos e
esportivos ela se destaca de forma espetacular. No geral, unanimemente,
todos bateram palmas para ela. Hipocrisia vai representar Corujulândia no
concurso estadual que ocorrerá no próximo mês de julho, em dia e hora a
serem previamente marcados.

Máscara

Inventada no século XV por um tal de Mascatitus (só pode ser grego) para
uso em cirurgias hospitalares, a Máscara ganhou destaque com os cães
bravos, e com os equinos puladores de cercas atrás do capim. Agora, ela
ainda está na moda, mesmo dispensada, devido à distraidemia. Vale dizer
que honra o nome, esconde tudo: cara e personagem.. Teve muito uso nos
assaltos em bancos de filmes lançados pioneiramente no Oeste Americano.
Usam-na para enganar o próprio mascarado. A regra em Corujolândia hoje

é assim: o sujeito vai a uma igreja, precisa ser “batizado” de álcool gel na
porta, às vezes leem sua temperatura e só entrava, até há pouco tempo,
animal mascarado. Mas se o dito cujo comparece a um boteco para encher
a cara, a entrada é livre para gregos e troianos. Ou seja, o engana-povo dá a
entender que foi firmado um convênio entre a Covid-19 e as bitacas.
Novas normas esclarecem que o vírus não penetrará em locais de grandes
aglomerações desde que a confusão seja insuportável. O novo Coronavírus
não aprecia bagunça e por causa disso ele traz o prenome “Novo”.

Trânsito

Pelo terceiro ano consecutivo, o trânsito de Corujolândia conseguiu
embananar toda a área central da cidade, até os principais bairros. A
contagem de veículos é retratada a cada mês de março. Considerando que
na terra dos bodes os cabras não estão conseguindo sair do lugar nos
horários de pico, conclui-se, finalmente, que a projeto da F.B.C. (Faculdade
Biológica de Corujolândia) está em funcionamento. Ou seja, há 1/3 dos
carros rodando sem motoristas.

Erudito

Neste próximo dia 12 de julho completará um ano que um catedrático
brasileiro reuniu-se com cidadãos na cidade de Miopi para discutir o que
fazer quando ocorrem muitas críticas ou ataques às instituições de todo
tipo. Depois de ouvir todos, 21 membros do grupo, o velho erudito
pronunciou uma palestra de que esta Coruja destacou a seguinte frase:
“Meus caros fiéis e infiéis, aprendam a lidar com a imprensa. Deixem que
ela fale à vontade, até babar, depois tudo é esquecido para sempre”.

Barulho

Novo concurso de “Cidade Barulhenta” está na final. Depois de massacrar
seus oponentes, Corujolândia enfrentará o último obstáculo: a cidade de
Capela Nova. A vitória dos corujas é esperada pelos seus habitantes. O
motivo: foram apresentados quesitos imbatíveis totalmente preenchidos.
São eles: barulho radical de veículos; carros volante de som; motos
ensurdecedoras; carros particulares mostrando força sonora com
equipamentos que atravessam a estratosfera; xingatório e brigas ao volante
por causa do engarrafamento e a volta do “trem da alegria”.

Buracolândia

O vereador Burro Manso, representante da Comunidade de Pato Donald,
do PPB (Partido Progressista Brutal), apresentou projeto de lei que propõe
a mudança de nome de Corujolândia para Buracolândia. Na justificativa,
foi argumentado que o que mais se destaca na cidade são os buracos e não
a presença de corujas. Dito e feito, o projeto seguiu para a Comissão de
Triagem para ser analisado. Em pesquisa feita por esta Coruja o placar
estava em empate seco até o dia 5 de maio. Vamos aguardar.
SUPER ASSINADO: coruja fêmea e corajosa

Disputa acirrada pelo mercado de saúde na região de João Monlevade e Itabira.

Matéria Anterior

Segunda edição do programa “Se essa rua fosse minha” acontece no bairro Gabiroba

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Colunas