Notícia Seca prefeitura
HUMOR DOCUMENTÁRIO CRÔNICAS CULTURA GERAL JORNAL DE PREÇOS VÍDEOS MEIO AMBIENTE CIDADES ECONOMIA EDUCAÇÃO SAÚDE
Boa tarde - Itabira, sábado, 14 de dezembro de 2019   NOTÍCIA SECA CONTATO

GERAL  
UMA SÓ LEI GOVERNA O MUNDO
Planeta Terra e Ser Humano são exemplos 21/11/2019

 

Impressionante o que vou dizer agora em poucas palavras, as quais nunca vi, nunca ouvi, nunca li de ninguém, nenhum teólogo, filósofo, cientista, pensador. Refiro-me à seguinte norma: há somente uma lei governando o universo, sem segredo, sem enigmas, sem embaraços. Uma simples lei basta e dela partem as conclusões naturais e normais.

 

Veja de um lado o ser humano que será obrigado a entender esta lei e de outro o planeta Terra. Ambos construídos e caminhando na mesma direção e com o foco num só destino.

 

Um dia fomos concebidos num útero e nele crescemos até o nascimento. O planeta é obediente às mesmas regras. Foi gerado da mesma forma. O planeta teve mesma infância, proporcionalmente à nossa, que forma com a Terra apenas um protótipo. Somos a miniatura dele, presente para entendermos o mundo. E descartamos, numa autêntica demonstração de ignorância. Respiramos. O planeta respira. Sem o ar, o ambiente bem equilibrado, as vidas inexistem. Alimentamos. O Planeta idem. Ele depende do Sol, da Lua, das Estrelas, da água, terra, animais, vegetais. Também dependemos desse conjunto de benesses para termos vida.

 

Alguma dúvida? É preciso repetir? Ou acrescentar? Então, vamos lá: as transformações regem a nossa vida. Da infância vamos à adolescência, depois vem a juventude, o tempo de adulto e a velhice, a transformação final, que chamam de morte que, na verdade, não existe. A Terra tem o mesmo processo. Não veem, por exemplo, que a água está acabando? Acham que um dia não vai acabar? Estão perdidos na maionese então. Acreditam que as mudanças de temperatura não são um sinal de mais transformações que vêm a seguir?

 

Cientistas, os mais graduados, vivem procurando lugares no universo para transportarem a vida daqui já sentindo que o planeta Terra não vai suportar tantas mudanças. Eles não enxergam que aqui existe um conjunto uno, digitalizado com suas formas próprias. Somos intransferíveis. Aqui é o nosso mundo. Querem viver em outro?  Aguardem a sequência do processo, milimetricamente medido e calculado, que caminha para novos tempos, novas eras. A estabilidade sonhada pelos preguiçosos não consta no mapa da vida. E nem a transferência inteira de planeta para planeta. Cada um com o seu sistema.

 

Trabalhamos para a preservação dos bens culturais, históricos, ambientais, da natureza. Mas sabemos que, com cuidados ou não, com conhecimento deles ou não, um dia aportam-se, infalivelmente, no fim. Defendo com unhas e dentes a natureza, a cultura, a história. Fiz pós-graduação em Patrimônio Histórico e Cultural. Mas sei, quando talvez nem esteja por aqui, tudo acabará. Ouro Preto, Mariana, Itabira, Tiradentes, São João Del Rei — um dia essas cidades e outras e todas terão fim, porque nada é eterno, a Terra também vai mudar, está se transformando.

 

É claro que precisamos combater a devastação da natureza, precisamos nos ater ao princípio de tornar tudo em nossa volta mais durável. Quanto mais devagar caminhar o processo melhor para nós. Uma hecatombe pode transformar tudo mais rapidamente. Por isso temos de evitá-la com todas as forças. É nossa missão ajudar neste trabalho para que o inferno não se apodere da Terra e aqui não tenha calor de matar, frio de matar, falta de ar, falta de alimentos, de água, paremos por aí. Vamos prolongar a vida do ecossistema, este é nosso dever.

 

Então, está aí uma só regra do modelo do ser humano comparado ao planeta: geração, nascimento, crescimento, início de  degeneração até a transformação quando chamam a ocasião de morte. Se você é inteligente, acorde, não há como questionar as leis naturais, principalmente a lei de todas as leis que aí está, mostrada pela natureza que é a dona de tudo, que governa todos e leva cada um para um mesmo destino.

 

Quer saber que destino é este? Basta procurar, esforçar-se  e debruçar nessas leis. A partir deste conhecimento, chegaremos a entender a linguagem que gerou uma só lei de todos. Aquele “faça-se o céu e a terra” que é um só grito de sabedoria e inteligência.

 

Um abraço

 

José Sana

Em 21/11/2019

 


 

 

caracafm
 
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE! E-mail: contato@noticiaseca.com.br
Notícia Seca 2019. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvedor: SITE OURO