Notícia Seca prefeitura
HUMOR DOCUMENTÁRIO CRÔNICAS CULTURA GERAL JORNAL DE PREÇOS VÍDEOS MEIO AMBIENTE CIDADES ECONOMIA EDUCAÇÃO SAÚDE
Boa madrugada - Itabira, segunda, 06 de julho de 2020   NOTÍCIA SECA CONTATO

CRÔNICAS  
DEUS É AQUI E AGORA
Maria Flor de Maio Ferreira Muzzi 05/06/2020

 

Acordei com a algazarra dos pássaros e das cigarras. Abri a janela e louvei ao Senhor! Durante a instrução, o nosso coordenador falou sobre as tendas e só aí então pude perceber que acordei fazendo parte da primeira tenda, o Cosmo.

Caminhando por entre as árvores e os jardins, pude observar os pássaros, borboletas, formigas, calangos que tranquilamente percorriam por ali, creio que sentindo a minha presença, assim como eu sentia a proximidade deles. Naquela sintonia me dei conta da minha parte naquele todo. Cantarolei um refrão no meu pensamento: _ “Senhor quem entrará no Santuário para Te louvar?”. Os pássaros cantavam em alvorada sinfônica. Os beija-flores saltitavam de flor em flor numa rítmica acrobacia. Os bem-te-vis não paravam de repetir: _ “Eu vi, bem-te-vi”, enquanto uma borboleta voava de folha em folha, as árvores deixavam folhinhas serem levadas pelo vento. 

Passando pela capela que fica entre o verde da mata e uma cascata nos jardins, entrei e orei o “Pai Nosso” em pensamento. No silêncio Sacramental só se ouviam os sons dos pássaros, o barulhinho acompanhado do frescor da brisa que vinha lá de fora e adentrava no templo. Percebi naquele momento uma oração comunitária e cósmica, partilhando o bem comum. Estava eu, fazendo parte agora da segunda tenda, o Templo. 

Fiquei ali por instantes entorpecida pela grandeza do momento, mergulhei no meu espírito, senti as batidas do coração de Deus e descobri que eram as mesmas batidas do meu coração. Lembrei-me de Santo Agostinho:_ “Eis que habitavas dentro de mim e eu te procurava do lado de fora” _. Fiquei em paz e percebi a terceira tenda, o meu corpo. No momento se completou o ciclo da vivência espiritual a que me havia proposto. Deus é o íntimo do meu íntimo. Desfazer as máscaras, abrir os espaços, perceber a função do corpo, os cinco sentidos. Ritmar a oração no ritmo do coração, se entregar e saber que o próprio viver já é uma oração.

E assim, uma orquestra cósmica da qual eu também fazia parte, estava no templo louvando, bendizendo e agradecendo a Deus.

* Maria Flor de Maio Ferreira Muzzi (Mary Flower) é funcionária             pública aposentada, residente em Caeté (MG).

Contato: 

E-mail: mariaflormuzzi@gmail.com   

Telefone:. (31) 99777.6655


 

 

caracafm
 
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE! E-mail: contato@noticiaseca.com.br
Notícia Seca 2020. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvedor: SITE OURO