Notícia Seca prefeitura
HUMOR DOCUMENTÁRIO CRÔNICAS CULTURA GERAL JORNAL DE PREÇOS VÍDEOS MEIO AMBIENTE CIDADES ECONOMIA EDUCAÇÃO SAÚDE
Boa madrugada - Itabira, domingo, 18 de agosto de 2019   NOTÍCIA SECA CONTATO

CULTURA  
ENCONTROS E PERDAS ou ENCOUNTERS AND LOSSES
Obra literária de Maia Santos 09/04/2018

Com atraso de seis anos do lançamento de “Encontros e Perdas” e de dois para “Encounters and Losses”, o mesmo livro —  o segundo versão em inglês— perlustrei mais uma vez as 200, depois 164, páginas de  versos e prosa da querida professora Maia Santos.
 
Sem pedir desculpas, porque, afinal, o atraso parece ter sido uma conspiração da natureza a favor de uma valorização lógica e necessária, cada vez mais crescente, de páginas diferentes, abertas, sinceras. Uma obra é colocada nas mãos de leitores em 2012. A sua versão, quatro anos depois, significa o quanto atual ela continuou sendo. E assim será, no entender deste simples observador, até se eternizar.
 
Conceição Garcia Maia do meu tempo, ou Maia Santos, hoje é a mesma que descia e subia a rua do Bonfim, em São Sebastião do Rio Preto, sua terra natal, para ir às Escolas Reunidas Nossa Senhora das Graças, depois Escola Estadual Odilon Berhens, ora como aluna, ora como mestre. Também idêntica à catequista que ensinava o que é Deus — “Espírito perfeitíssimo, eterno, criador do céu e da terra” — e que transmitia à  criançada o dever cristão de amar a Ele sobre todas as coisas. Conclusão: educadora dedicada e religiosa ao extremo. Hoje uma mulher realizada, que detém o know-how do saber viver.
 
Ao lado dela, aquele que parecia um lorde inglês, o pai, Luiz José de França, popularmente conhecido como Lulu Garcia, e sua genitora, respeitável e respeitada, Dona Izaura Guaraciaba França. Além dos irmãos Lúcia (Dona Lucinha), Isreal e Jacy (esses dois falecidos) e José Garcia, meu amigo de adolescência e juventude.
 
Maia Santos revelou-se, nesta dupla obra, uma ótima poetisa e escritora, mesmo confessando-se não ser dominadora da literatura. Percebe-se na leitura de seus textos como sabe tratar com carinho a palavra, transparente acima de tudo, qualidade rara, revelando-se amante incondicional de suas origens. 
 
Eleva o nome de São Sebastião do Rio Preto à categoria de aldeia mais que adequada a uma vida de paz e harmonia. Conta suas passagens da infância até a sua saída para morar em Itabira, casar-se e ter e amar os filhos Tarcísio, Luiz, Cássia e Ubiracy. E por aí vai, com uma nova vida interessante de que seus amigos de infância e juventude não puderam acompanhar e agora têm acesso. Quem lê se prende. Maia tem a virtude de ser sincera e fácil de ser entendida. Traz um passado bem diferente para os nossos dias.
 
Seus contatos com outras regiões do planeta levaram-na aos Estados Unidos, onde reside a sua filha Cássia, quando parentes e amigos sentiram que valeria (como valeu) a pena editar o livro de confissões sentimentais e humanas em inglês tanbém. Daí surgiu “Encounters and Losses” (tradutora Marineti Matos). A decisão serviu para fortalecer esta ideia: Maia Santos continua atual. A esta altura cabe uma definição que ela própria escreveu à página 33 — “Envelhecer: o único meio de viver muito tempo!” ou “To become old: The only way is to live for a long time!”
 
Recomendo.
José Sana 
 
(Direitos reservados a Conceição Maia dos Santos 
 
E-mails: maia.bh@hotmail.com
 
cassiamaia@comcas.net)

 

 

Nude
 
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE! E-mail: contato@noticiaseca.com.br
Notícia Seca 2019. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvedor: SITE OURO