Notícia Seca prefeitura
HOME HUMOR DOCUMENTÁRIO CRÔNICAS CULTURA GERAL HISTÓRIA VÍDEOS MEIO AMBIENTE CIDADES ECONOMIA EDUCAÇÃO SAÚDE CONTATO
Boa madrugada - Itabira, quarta, 22 de maio de 2019   NOTÍCIA SECA

CULTURA  
VEM AÍ “CICLOS”, DE CONCEIÇÃO MAIA
E você está convidado a ver e aplaudir 23/12/2018

 
São Sebastião do Rio Preto, 28 de janeiro de 1933. Itabira, 28 de janeiro de 2019. Datas distintas e distantes que significam muito para as duas comunidades, uma  família tradicional,  incontáveis ex-alunos e, igualmente, inenarrável número de colegas, professores e amigos. Primeiro, vamos ao nome da personalidade em foco: Conceição Maia. Cuidemos a seguir das datas, motivos e outros detalhes.
 
As informações  iniciais representam  a data  e o local de nascimento de Maia, como a conhecemos na  intimidade. Filha de Lulu Garcia e Dona Izaura e  irmã de Lúcia, Israel, Jacy (in memoriam) e José Garcia, além de  Alzira,  irmã adotiva. A outra  marca  do tempo virá daqui a pouco e deverá ser do lançamento do segundo livro da sebastianense, itabirana, estadunidense e belo-horizontina na terra de Carlos Drummond de Andrade. O primeiro livro, de 2012, “Encontro e Perdas”, traduzido para o Inglês em 2016, “Encounters and losses”. O próximo, “Ciclos” chega triunfantemente para nosso deleite. Não desanimem se souberm que tive o privilégio de ler antes de vocês e de até redigir o prefácio, que honra!
 
Retorno ao tempo e estou em São Sebastião do Rio Preto, década de 1950. Estudo na mesma escola em que ela e sua irmã Lúcia (que chamamos de Dona Lucinha) , fizeram história como alunas e, depois de formadas em Ferros, professoras de destaque. Fui aluno, sim, de Maia, nos catecismos, e na escola esporadicamente.  Ela é da turma que me guiou nos primeiros passos escolares, a “belle époque” de São Sebastião: Dona Ilsa, com quem aprendi o “be-a-bá”, e  Dona Inês, outra inesquecível  figura . Pelo olhar no tempo se percebe o quanto era belíssimo o aprendizado na época. E comprometedor.  Parece que havia uma máquina  em poder das distintas mestras, uma espécie  de  semeadeira, plantadeira e  adubadeira para introduzir lições em cérebros até resistentes.
 
Maia sempre foi o que é  agora: bonita, elegante, polida, simpática, contagiante. Eu a acompanhava do alto da rua onde morava, a do Bonfim; ela descia a via toda altaneira  e passava na porta de nosso sobrado, séria como ninguém mais, aquela mocinha recém-formada que comecei a admirar, assim como as outras mestras do conhecimento citadas, Dona Zizinha, a diretora, e Tia Ninita, que também dirigiu a escola.
 
Um dia aconteceu e o tempo não para mesmo: Conceição Maia  pegou o carro, ou o cavalo, ou o cargueiro (não sei bem definir) e zarpou para Itabira, onde deu sequência à sua carreira de professora, casando-se e formando família (quatro filhos, tendo perdido um nesta trajetória da vida). Separada, anos depois  divorciada, aposentada, foi morar em Belo Horizonte e, num salto quase inacreditável, chegou aos Estados Unidos da América. Nesse país  acabou residindo por cerca de 20 anos, tornou-se cidadã norte-americana, ao lado de três de  seus filhos: Cássia, casada com Tom, e Ubiracy, casado com Dirce, que dividem a residência  em BH e EUA; Tarcísio, residente no Brasil, preferiu morar  na roça mesmo. Em companhia de Stela, mesmo tendo visitado os parentes nos EUA, ele se estabeleceu em Juatuba (MG).
 
Agora, anotem: “Ciclos” é  um livro de cultura, memórias, histórias, literatura, poemas, registros importantes, muita luz, que nos revela  segredos da  felicidade e até se torna  ora otimista, ora  realista, estará em nossas mãos neste  início de ano. Esperamos  encontrar amigos e mais amigos de Conceição Maia no seu lançamento, tanto  itabiranos como belo-horizontinos, ferrenses e sebastianenses e, com certeza  americanos do Norte, onde construiu  uma legião de amigos e admiradores.
 
Anotem, por favor: 
 
Lançamento de “Ciclos” 
Data: 28 de janeiro de 2019
Horário; 19 horas
Local: Fazenda do Pontal, Bairro Campestre, Itabira, MG
 
Vou repetir:  vale a pena ir para  ver Maia,  ouvir sua  voz nítida e límpida, sentir sua firmeza e meiguice. Cantar parabéns para ela (será a data de seu aniversário) e aplaudir a culta  e apaixonante  figura humana.
 
 
Fotos de família
 
José Sana
 
Em 23/12/2018

Fotos de família


 

 

caracafm
 
INFORMAÇÃO DE QUALIDADE! E-mail: contato@noticiaseca.com.br
Notícia Seca 2019. Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvedor: SITE OURO