0

Bill Gates, dono e cofundador da Microsoft, destaque entre os homens mais ricos do mundo, de há muito virou notícias sobre o Coronavírus. Além de informações positivas sobre sua participação, dizem, também, que ele é um aliado de George Soros, com quem tramaria jogadas comprometedoras da saúde pública. Em outras palavras, seria ele um comunista definido e decidido. Muitas notícias difundidas foram, também, classificadas como fakenews .

Sua última declaração foi captada pela revista Exame e diz o seguinte: “O fim da pandemia está próximo e a vida deve voltar ao normal em 2022, segundo Bill Gates” . Afirma a notícia que, segundo ele, com o avanço da vacinação,  espera que o número de casos fique estável em um patamar muito baixo até dezembro do ano que vem, entrevista concedida ao portal britânico de notícias SKY News, em 26 de abril passado.

AINDA O BILIONÁRIO

Antes dessa declaração, Gates afirmara, no fim do ano passado, que a vida deveria “voltar ao normal” em abril de 2021, citando as expectativas de vacinação como a principal causa para isso em entrevista concedida ao mesmo portal, SKY News. Fato que, apesar dos avanços, não aconteceu.

Agora ele volta a dizer: “O fim da pandemia está próximo e a vida deve voltar ao normal em 2022”. Com o avanço da vacinação, o cofundador da Microsoft espera que o número se estabilize num patamar muito baixo até dezembro do ano que vem.

E O FUTURO?

O bilionário Gates acredita que o mundo precisa de um grande esforço global e com ele se preparar para futuras pandemias, o que inclui investir bilhões de dólares em desenvolvimento científico, testes em massa, um sistema de alerta global de pandemias e ter equipes de “primeiros socorros em doenças infecciosas prontas sempre para uma atuação rápida e eficaz”.

Na carta anual da Fundação Bill e Melinda Gates, o magnata, que é a quarta personalidade mais rica do mundo, pediu às nações poderosas que invistam dezenas de bilhões de dólares se prepararem coletivamente para uma eventual e próxima pandemia após a Covid-19. E complementa: “Para evitar que as adversidades do ano passado voltem a acontecer, a preparação para novas pandemias  deve ser levada tão a sério quanto levamos com seriedade ameaças de guerra”.

Bill Gates, a quarta maior riqueza do mundo, tem base para anunciar o fim da pandemia, mas ele também faz alertas pontuais sobre possíveis novas pandemias (Foto: Divulgação)

Bill Gates, a quarta maior riqueza do mundo, tem base para anunciar o fim da pandemia, mas ele também faz alertas pontuais sobre possíveis novas pandemias (Foto: Divulgação)

Revista Exame/Karina Souza e The Economist/Rachel Sandler/Época/NS

Fotos: Divulgação em redes sociais

NOTAS DA REDAÇÃO:

  1. É preciso entender que o anúncio de fim da pandemia, que a vacinação, que continua lenta, e outros fatores positivos que ocorrem não significa que as pessoas devam descuidar-se. O mundo mudou, tudo mudou, os cuidados devem continuar com avanços para maior liberdade, mas enquanto não houver 100% de imunizados não se pode sequer pensar em abandonar a máscara. Quanto aos cuidados de higiene, estes, a nosso ver, vieram para sempre, deveriam ter existido antes da pandemia.
  2. Um novo patamar de pensamento deve surgir e provar que a humanidade não deve mais dividir-se em socialistas, comunistas, capitalistas, liberais. Somos um ser só. Será esta uma nova meta para o combate às ameaças futuras e, mais ainda, a certeza de evolução humana
  3. Aguardem um link que será postado nesta página, texto assinado, que chama a atenção para provas que conseguimos obter para acreditar que, mesmo tendo errado em declarações, acreditamos nos anúncios de Bill Gates.
  4. Segue aí o link prometido:

https://zedoburroevice-versa.blogspot.com/2021/05/creio-em-ti-bill-gates.html

GRANDE EMPRESA SAI DA EUROPA E MANTÉM INVESTIMENTOS NAS AMÉRICAS

Matéria Anterior

CATAS ALTAS CONTRA GRIPE INFLUENZA

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Saúde