0
Recentemente o mundo comemorou a morte de Karl Marx, maior expoente do comunismo que pregava dentre outras questões a destruição do conceito de família, estatização da propriedade privada, fim do direito a herança, reforma agrária, tributação progressiva e etc.
O marxismo e seus derivados não são a oposição ao capitalismo. O capitalismo existe desde que o mundo é mundo, começou com as trocas do escambo e foi aperfeiçoado através de ordens espontâneas chegando hoje as criptomoedas. Comunismo foi um sistema sócio-político, que para ser implementado necessita de ordens anti-naturais.
Marxismo, comunismo, socialismo, bolivarianismo, chame do que quiser, mas cedo ou tarde estes sistemas desaguam em ditadura ou necessitam de uma política econômica liberal para consertá-los. Isto ocorre pois eles buscam a igualdade como sociedade perfeita, enquanto que o capitalismo respeita a meritocracia, a criatividade, a espontaneidade e assim o individualismo não é sufocado em nome de um mecanismo que atrasa a evolução humana e mata justamente aqueles que ousam inovar, permitindo que o façam apenas quando o Estado seja o detentor dos louros.
Para finalizar, o comunismo matou em 100 anos mais do que todos os desastres naturais e pestes catalogadas em todas a história da humanidade, foram mais de 100 milhões de pessoas. Isto é inaceitável. Por isso tenho PL criminalizando o comunismo. A violência jamais pode se tolerada como maneira de fazer política.”
( Luiz Felipe de O. e Bragança)
Pode ser uma imagem de 1 pessoa e barba
Lucien Marques
Lucien Marques, natural de São Domingos do Prata. Empresário, cristão, esposo e pai.

Itabiranos discutem sua mais urgente necessidade no ‘Primeiro Seminário “Águas de Itabira”’

Matéria Anterior

Prefeitura assina Termo de Cooperação para implantação de posto de coleta de sangue em Itabira

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Colunas