0
Grande jogo no Independência, principalmente no segundo tempo. Outra vez Edu fez a diferença, num time bem treinado, cheio de vontade e que erra poucos passes.

O Victor Martins, no Uol, lembrou números animadores dessa campanha do Cruzeiro em relação às anteriores na luta pelo retorno à Série A:

*  “A boa temporada do Cruzeiro em 2022 faz com que o time quebre marcas negativas registradas nas suas duas primeiras participações na Série B. Hoje (8), foi a vez de voltar a vencer três partidas consecutivas na competição após 79 rodadas. Ao bater o Grêmio por 1 a 0, na Arena Independência, a Raposa repetiu um feito que não conseguia desde a terceira rodada da Segunda Divisão de 2020.

Os triunfos sobre Londrina, Chapecoense e Grêmio repetem a série alcançada quando o Cruzeiro bateu Botafogo-SP, Guarani e Figueirense, nas três primeiras rodadas daquele ano. À época, sob o comando de Enderson Moreira, a sequência de vitórias não significou um grande avança na classificação, já que o clube estava punido pela Fifa, com a perda de seis pontos, pela dívida com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, pelo empréstimo do volante Denilson.

Agora, a situação é completamente diferente, tanto que o Cruzeiro chegou aos 13 pontos, em 18 possíveis. A Raposa tem a mesma pontuação do líder Bahia, mas perde nos critérios de desempate. O Tricolor baiano tem sete gols de saldo, contra apenas três dos mineiros.” www.uol.com.br/esporte/futebol/ultimas-noticias/2022/05/08/apos-79-rodadas-cruzeiro-volta-a-vencer-tres-partidas-seguidas-na-serie-b

No Hoje em Dia, o Thiago Prata destacou a satisfação do técnico Paulo Pezzolano:

* “Pezzolano parabeniza jogadores e torcida da Raposa e admite alívio: ‘precisava ganhar um clássico’”

Thiago Prata – @ThiagoPrata7

Staff Images/Cruzeiro

O técnico Paulo Pezzolano parabenizou os jogadores pelo triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio neste domingo (8), no Independência, pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e à China Azul pelo apoio dado durante todo o duelo.

“Necessitava ganhar um clássico. E para mim foi um clássico. (…) O torcedor está 100% com a gente. Não ficou desesperado. Está entendendo (a Série B) e ajudando muito a gente. Muito obrigado a todos que estão nos apoiando. E parabéns a todos os jogadores”, comentou o treinador, que prometeu uma evolução de sua equipe.

“Esqueçam 2020 e 2021. Não dá para ficar pensando no passado. (…) O Cruzeiro agora não pode estar 99,9% em campo. Tem que estar 100%”, comentou.

E viu com naturalidade a pressão sofrida em parte do segundo tempo. “Sempre vai aparecer alguma coisa nova. Fizemos o gol rapidamente. Quero que joguem como atuaram no primeiro tempo. Às vezes não dá para fazer o mesmo no segundo. Mas o time está evoluindo. E por mais que a gente ganhe, a equipe vai oscilar”, afirmou.

Os azuis se preparam para encarar o Remo na quinta-feira (12), às 19h30, no Independência, pelo duelo de volta da terceira fase da Copa do Brasil – o confronto de ida terminou com triunfo dos paraenses, por 2 a 1.

Pela Série B, a Raposa terá o Náutico como próximo oponente, no domingo que vem (15), às 16h, nos Aflitos, em jogo válido da sétima rodada do torneio.

https://www.hojeemdia.com.br/esportes/cruzeiro/pezzolano-parabeniza-jogadores-e-torcida-da-raposa-e-admite-alivio-precisava-ganhar-um-classico-1.898348


O América venceu porque foi melhor, e vira a noite como vice líder do Brasileirão

De forma surpreendente o América foi pra cima e encurralou do Atlético que não conseguia sair do seu campo de defesa. Aos oito minutos o Allan colaborou para que o Coelho abrisse o placar. Tentou sair da área driblando, perdeu a bola para o Henrique Almeida, que tocou para o Juninho que sofreu pênalti. Maidana bateu muito bem, e fez 1 a 0.

Antes, Juninho perdeu uma grande oportunidade. Minutos depois do gol, Gustavinho desperdiçou outra. Até os 25 o América continuou mandando na partida, quando o Atlético começou a se encontrar. A partir dos 35 o Galo conseguiu dominar e obrigar o Jaílson a fazer grandes defesas.

Hulk muito bem marcado, reclamava demais da arbitragem e não conseguia achar espaço para jogar. Ademir se mexia, mas conseguia levar vantagem sobre a defesa americana. Nacho, sem inspiração, inexistia.

O Atlético sem os seus laterais teve enorme dificuldade para criar e predominar no campo ofensivo. Mariano e Arana fazem falta demais. Guga é um enganador contumaz. Muito bom de marketing pessoal, ataca mal, defende pior ainda. Neste jogo, Rubens apenas marcou, estava inseguro para atacar.

No segundo tempo, o time retornou com mais intensidade mas esbarrou na ótima atuação da defesa do América. Até Maidana esteve impecável. Aos 10 minutos a torcida pediu Keno e o técnico Mohamed atendeu. Retornava de contusão, fora de sua melhor condição, mas teve alguns lampejos do ótimo jogador que é. Aos 24, Hulk recebeu quase na marca do pênalti, de costas, deu uma bicicleta, a bola pegou na trave e Nacho, de cabeça, empatou. A arbitragem deu impedimento, mas o VAR validou. O jogo melhorou, os dois times continuaram buscando o gol e aos 35, Cáceres deu um chutaço, depois de um grande contra ataque americano. Era o gol da vitória americana, que mereceu o placar.

Éverson ainda fez grandes defesas, o mesmo ocorreu com o Jaílson, atestando que o segundo tempo foi muito bom.

Wagner Mancini brilhando em seu retorno ao América. Antônio Mohamed sofre a maior pressão desde que chegou ao Atlético, com razão. Apenas dois pontos conquistados em nove disputados, contra o Coritiba, Goiás e América. Como ele mesmo disse depois do jogo passado, “há algo errado” e caso ele mesmo não dê um jeito, a diretoria terá que dar.

A arbitragem também foi muito boa. O goiano Wilton Pereira Sampaio, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Fábio Pereira. O VAR foi comando por Pablo Ramon Goncalves Pinheiro.

O Coelho entrou na briga dos quatro primeiros, ocupando a vice liderança com nove pontos, mesma pontuação do líder, Corinthians, ultrapassando o Galo, que agora está em quarto lugar, com oito, atrás do Bragantino, que também tem oito.

Chico Maia
Jornalista, https://blog.chicomaia.com.br. Ex-jornais Hoje em Dia, Super Notícia, O Tempo; Rádios Capital, Alvorada FM e Inconfidência. Fundador do Jornal Sete Dias.

Itabira promove o 1º Festival da Cultura Tropeira em Ipoema

Matéria Anterior

Disputa acirrada pelo mercado de saúde na região de João Monlevade e Itabira.

Matéria Seguinte
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Você também pode gostar

Mais em Colunas